Coronavírus no Brasil : 3,3 milhões de casos e 107,2 mil mortes por Covid-19. Exame de primeira-dama, Michelle Bolsonaro, para Covid-19 dá negativo

Uso de Máscara - Coronavírus no Brasil
Uso de Máscara – Coronavírus no Brasil

Coronavírus no Brasil :

3,3 milhões de casos e 107,2 mil mortes por Covid-19. Exame de primeira-dama, Michelle Bolsonaro, para Covid-19 dá negativo

O Brasil chegou a 107.232 mortes pela Covid-19, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada no sábado (15.08). Nas últimas 24 horas, foram registrados 709 novos óbitos pelas secretarias estaduais de saúde. (14.08). Na sexta-feira (14.08) o sistema da pasta marcava 106.523 mortes em decorrência da pandemia.

A soma de casos acumulados é de 3.317.096. Entre sexta e sábado, foram notificadas 41.576 novas infecções. Na sexta-feira, o sistema do Ministério da Saúde contabilizava 3.275.520 pessoas com a covid-19.

Pela atualização diária, a letalidade (mortes entre o total de infectados) da doença foi de 3,2%. Os dados indicam também que 805.592 pacientes estão, neste momento, em acompanhamento. Outros 2.404.272 se recuperaram.

Na distribuição geográfica do número absoluto de mortes, os estados com mais óbitos são São Paulo (26.780), Rio de Janeiro (14.526), Ceará (8.129) Pernambuco (7.156) e Pará (5.932).

Exame de primeira-dama, Michelle Bolsonaro, para Covid-19 dá negativo
Diagnosticada com covid-19 desde o fim do mês passado, a primeira-dama Michelle Bolsonaro recuperou-se da doença. Ela postou o resultado do exame mais recente em sua rede social que comprova que o teste molecular para a detecção do novo coronavírus deu negativo. Na postagem, Michelle agradeceu as orações e as manifestações de carinho. A doença da primeira-dama foi confirmada em 30 de julho. Na ocasião, o Palácio do Planalto informou que ela estava em bom estado de saúde e que seguiria os protocolos estabelecidos. Durante o período de contaminação, a primeira-dama foi acompanhada pela equipe médica do Palácio do Planalto. O presidente Jair Bolsonaro também contraiu a doença. Ele anunciou o resultado positivo do teste em 7 de julho e permaneceu em isolamento no Palácio da Alvorada até 25 de julho, quando informou estar recuperado.