Atividade do comércio registra segunda alta consecutiva, com crescimento de 16,5% em junho, revela Serasa Experian

Gebbeg News Inverno no Brasil
Gebbeg News Brasil – Foto : Brasil61

Espaço Empresarial

Atividade do comércio registra segunda alta consecutiva, com crescimento de 16,5% em junho, revela Serasa Experian

Segmento de Móveis, Eletrodomésticos, Eletrônicos e Informática subiu 29,2% e teve o melhor desempenho

O Indicador da Serasa Experian que mede a atividade do comércio teve alta de 16,5% em junho, na comparação com maio deste ano, e registrou o segundo crescimento mensal consecutivo, feito os devidos ajustes sazonais. A expansão foi verificada em todos os setores analisados, com destaque para o segmento de Moveis, Eletrodomésticos, Eletrônicos e Informática, que teve a maior alta na relação mensal (29,2%).

Ainda na avaliação por segmentos, o segundo lugar ficou com Tecidos, Vestuário, Calçados e Acessórios (24,5%) e o terceiro com Material de Construção (23,9%). Na sequência, estão: Combustíveis e Lubrificantes (21,6%); Veículos, Motos e Peças (15,3%) e Supermercados, Hipermercados, Alimentos e Bebidas (3,1%).

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, já é possível verificar uma recuperação da economia, ainda que gradual. Segundo ele, esse movimento começou em maio com a reabertura dos comércios em várias cidades do país e se estendeu para junho. “O destaque para o segmento de Móveis, Eletrodomésticos, Eletrônicos e Informática também pode ser explicado pela procura maior de aparelhos eletrônicos, como celular por exemplo, considerando que as pessoas estão mais em casa e, com isso, priorizando mais seus relacionamentos sociais por meio da tecnologia. Junho também tivemos o Dia dos Namorados, uma data importante para o comércio, que deve ter contribuído para o crescimento”, diz Rabi.

Outro segmento que conseguiu uma boa recuperação foi o de Veículos, Motos e Peças, que cresceu 15,3% em junho. “Trata-se de um setor importante na economia por interligar várias cadeias produtivas e estar entre os setores com potencial para geração de empregos”, finaliza o economista da Serasa Experian.

Análise anual

Na comparação de junho de 2020, com o mesmo mês de 2019, houve queda de 20,5% no nível de atividade do comércio. Apesar do declínio, a análise anual mostra uma diminuição da variação negativa que começou em março.