Flash News Eleições Municipais 2020 : horário, data e notícias

Brasil Eleições Municipais 2020 -Tribunal Superior Eleitoral
Brasil Eleições Municipais 2020 -Tribunal Superior Eleitoral

Gebbeg Flash News Eleições Municipais 2020 :

Horário, data e notícias das Eleições Municipais 2020 que irá eleger vereadores e prefeitos em todos os municípios do Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ampliar o horário de votação das Eleições Municipais de 2020 em uma hora. A medida ocorre por conta da pandemia da Covid-19 e busca minimizar as possibilidades de aglomeração nos locais de votação. 

Em pronunciamento, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, confirmou que os eleitores vão poder ir às urnas de 7h às 17h, de acordo com o horário local, tanto no primeiro, quanto no segundo turno, marcados para os dias 15 e 29 de novembro. 

O horário foi definido após consulta a estatísticos do tribunal e especialistas do  Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Insper, Fiocruz e Universidade de São Paulo (USP). 

Após orientações de uma consultoria formada pela Fiocruz e pelos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein, o TSE também definiu que o horário de 7h às 10h será preferencial para pessoas com mais de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o novo coronavírus. 

Segunda-feira (31.08) marca o início da realização de convenções partidárias destinadas a deliberar sobre coligações e a escolher candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador. Segundo o calendário eleitoral, que foi alterado por conta da pandemia da Covid-19, esses eventos poderão ser feitos pela internet. O prazo final para a realização de convenções é 16 de setembro.

O prazo final de registro de candidatos ocorre em 26 de setembro. O primeiro e segundo turno das eleições municipais de 2020 serão realizadas, respectivamente, nos dias 15 e  29 de novembro. 

A  propaganda eleitoral começa em 27 de setembro, após o registro das candidaturas. No rádio e na TV, o horário eleitoral ocorrerá entre 9 de outubro e 12 de novembro.

Desde 11 de agosto, está proibida a veiculação de programas de televisão que sejam apresentados ou comentados por pré-candidatos a vereadores ou prefeitos.