Rio Grande do Sul Flash News (19.05.20)

Casa de Cultura Mario Quintana em Porto Alegre
Casa de Cultura Mario Quintana em Porto Alegre

Adicionar novo post

Visualizar(abrir em uma nova aba)Adicionar títuloRio Grande do Sul Flash News (19.05.20)

Casa de Cultura Mario Quintana em Porto Alegre
Casa de Cultura Mario Quintana em Porto Alegre

Rio Grande do Sul Flash News (19.05.20)

Com a terceira menor incidência de coronavírus entre as capitais brasileiras, a prefeitura de Porto Alegre estuda reabrir bares e restaurantes em decreto com previsão para ser publicado na terça-feira (19.05.20).

Seguindo Bolsonaro : sem economia não tem vida

No domingo, o secretário de Enfrentamento do Coronavírus de Porto Alegre, Bruno Miragem, já havia indicado que a semana seria de flexibilização para o setor comercial da Capital. Além dos bares e restaurantes, o decreto deverá incluir igrejas, academias de ginástica, shoppings centers, bibliotecas e museus, com restrições ao acesso e práticas de proteção à covid-19.

O setor de bares e restaurantes vem operando apenas em sistema de entrega remota ou com retirada no balcão dos estabelecimentos. O novo decreto vai permitir retomada das atividades presenciais seguindo condições como operar com no máximo 50% da capacidade do local, disponibilização de álcool gel e suspensão do uso de cardápios e buffet.

As novas regras partem de medidas sugeridas em relatório elaborado pelo setor através do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha) e entregue para a prefeitura no final de abril. “Aguardamos ansiosamente essa reabertura como se fosse a chegada de um filho”, disse o presidente do Sindha, Henry Chmelnitsky.

Jair Bolsonaro Messias da Morte
Jair Bolsonaro Messias da Morte

Viver é um grande negócio

Apesar da situação menos preocupante em relação a outras capitais, Porto Alegre tem visto avançar o ritmo de novos casos, o que a Prefeitura atribui à maior testagem. Para gestores públicos e parte da população, UTI’s com vaga não significa prudencia e zelo. É ociosidade! A vida é desconsiderada. A economia ressaltada. Sem pessoas nõa há produção, transporte, consumidor, comercialização, geração de riqueza e impostos. Quem dará ‘vida’ à economia ? O presidente Jair Bolsonaro, Messias da Morte, levou simpatizantes e apoiadores e seus famíliares para UTI’s e caixões. Basta ler nas redes sociais, em perfis verdadeiros, os relatos de vereadores e manifestantes que acreditaram que a Covid era apenas uma “gripezinha”. Na contramão das novas reaberturas, um abaixo-assinado pede que a Prefeitura feche a Orla do Guaíba. A cada final de semana ou feriado ensolarado, a área de lazer registra uma considerável circulação de pessoas. Mas não adianta : as pessoas não dão mais valor à vida. Tudo é material ou virtual! Game over!

Protocolos

Entre os fatores que determinam os protocolos do distanciamento controlado está o nível de propagação da Covid-19. Hoje são considerados na contagem de infectados no RS apenas os resultados de testes RT-PCR, que identificam o vírus em tempo real no organismo. O governo estuda incluir os diagnósticos de testes rápidos que apontam a presença de anticorpos contra o coronavírus.

Ensino

Nas escolas particulares do RS, 97,4% dos estudantes contam com conteúdo novos em plataformas online e aplicativos, de acordo com o Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul. Já os 812 mil alunos das instituições estaduais apenas revisaram os conteúdos já ensinados antes da paralisação. O governo do Estado do RS iniciou na segunda-feira (18.05.20) a transmissão das aulas preparatórias para o Enem pela TVE-RS. O conteúdo também estará disponível no YouTube.

Discurso sem efeito

Em artigo publicado ontem em GaúchaZH, o jornalista Manoel Soares destaca : “a relação da periferia com a morte é habitual. Esse discurso de que a vida está em risco não surte efeito, porque a vida na periferia é um risco permanente”. Manoel aborda o sentimento aspiracional das pessoas pobres em relação às ricas, que as faz “agir, pensar e existir como ricos”. É por causa dessa relação, segundo Soares, que os grupos de classes mais altas que saem às ruas para criticar o isolamento se tornam exemplo para os moradores de periferia, que querem acreditar que está tudo bem. Mas enquanto uns têm plano de saúde, outros enfrentam falta de médicos”

Flash News

:: Devido à mudança de bandeira vermelha para laranja, Lajeado retomou as atividades econômicas na segunda (18).

:: A hostilidade contra pesquisadores que atuam na pesquisa nacional sobre a prevalência do coronavírus fez com que ao menos 13 cidades ficassem de fora do estudo.

:: Após morte de funcionário da Fase (Fundação de Atendimento Sócio-Educativo) por Covid-19, sindicato cobra ampliação de testagem de trabalhadores e internos.

:: Trabalhadores da cultura divulgaram uma carta ao governador do Estado. No documento, integrantes do Fórum de Ação Permanente da Cultura pedem a criação de uma renda básica para o setor.


Rio Grande do Sul Flash News (19.05.20)

Com a terceira menor incidência de coronavírus entre as capitais brasileiras, a prefeitura de Porto Alegre estuda reabrir bares e restaurantes em decreto com previsão para ser publicado na terça-feira (19.05.20).

Seguindo Bolsonaro : sem economia não tem vida

No domingo, o secretário de Enfrentamento do Coronavírus de Porto Alegre, Bruno Miragem, já havia indicado que a semana seria de flexibilização para o setor comercial da Capital. Além dos bares e restaurantes, o decreto deverá incluir igrejas, academias de ginástica, shoppings centers, bibliotecas e museus, com restrições ao acesso e práticas de proteção à covid-19.

O setor de bares e restaurantes vem operando apenas em sistema de entrega remota ou com retirada no balcão dos estabelecimentos. O novo decreto vai permitir retomada das atividades presenciais seguindo condições como operar com no máximo 50% da capacidade do local, disponibilização de álcool gel e suspensão do uso de cardápios e buffet.

As novas regras partem de medidas sugeridas em relatório elaborado pelo setor através do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha) e entregue para a prefeitura no final de abril. “Aguardamos ansiosamente essa reabertura como se fosse a chegada de um filho”, disse o presidente do Sindha, Henry Chmelnitsky.

Jair Bolsonaro Messias da Morte
Jair Bolsonaro Messias da Morte

Viver é um grande negócio

Apesar da situação menos preocupante em relação a outras capitais, Porto Alegre tem visto avançar o ritmo de novos casos, o que a Prefeitura atribui à maior testagem. Para gestores públicos e parte da população, UTI’s com vaga não significa prudencia e zelo. É ociosidade! A vida é desconsiderada. A economia ressaltada. Sem pessoas nõa há produção, transporte, consumidor, comercialização, geração de riqueza e impostos. Quem dará ‘vida’ à economia ? O presidente Jair Bolsonaro, Messias da Morte, levou simpatizantes e apoiadores e seus famíliares para UTI’s e caixões. Basta ler nas redes sociais, em perfis verdadeiros, os relatos de vereadores e manifestantes que acreditaram que a Covid era apenas uma “gripezinha”. Na contramão das novas reaberturas, um abaixo-assinado pede que a Prefeitura feche a Orla do Guaíba. A cada final de semana ou feriado ensolarado, a área de lazer registra uma considerável circulação de pessoas. Mas não adianta : as pessoas não dão mais valor à vida. Tudo é material ou virtual! Game over!

Protocolos

Entre os fatores que determinam os protocolos do distanciamento controlado está o nível de propagação da Covid-19. Hoje são considerados na contagem de infectados no RS apenas os resultados de testes RT-PCR, que identificam o vírus em tempo real no organismo. O governo estuda incluir os diagnósticos de testes rápidos que apontam a presença de anticorpos contra o coronavírus.

Ensino

Nas escolas particulares do RS, 97,4% dos estudantes contam com conteúdo novos em plataformas online e aplicativos, de acordo com o Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul. Já os 812 mil alunos das instituições estaduais apenas revisaram os conteúdos já ensinados antes da paralisação. O governo do Estado do RS iniciou na segunda-feira (18.05.20) a transmissão das aulas preparatórias para o Enem pela TVE-RS. O conteúdo também estará disponível no YouTube.

Discurso sem efeito

Em artigo publicado ontem em GaúchaZH, o jornalista Manoel Soares destaca : “a relação da periferia com a morte é habitual. Esse discurso de que a vida está em risco não surte efeito, porque a vida na periferia é um risco permanente”. Manoel aborda o sentimento aspiracional das pessoas pobres em relação às ricas, que as faz “agir, pensar e existir como ricos”. É por causa dessa relação, segundo Soares, que os grupos de classes mais altas que saem às ruas para criticar o isolamento se tornam exemplo para os moradores de periferia, que querem acreditar que está tudo bem. Mas enquanto uns têm plano de saúde, outros enfrentam falta de médicos”

Flash News

:: Devido à mudança de bandeira vermelha para laranja, Lajeado retomou as atividades econômicas na segunda (18).

:: A hostilidade contra pesquisadores que atuam na pesquisa nacional sobre a prevalência do coronavírus fez com que ao menos 13 cidades ficassem de fora do estudo.

:: Após morte de funcionário da Fase (Fundação de Atendimento Sócio-Educativo) por Covid-19, sindicato cobra ampliação de testagem de trabalhadores e internos.

:: Trabalhadores da cultura divulgaram uma carta ao governador do Estado. No documento, integrantes do Fórum de Ação Permanente da Cultura pedem a criação de uma renda básica para o setor.