Flash News Brasil e Mundo: edição da tarde (07.05.20)

CoronaVírus no Brasil e no Mundo
CoronaVírus no Brasil e no Mundo

Flash News Brasil e Mundo: edição da tarde (07.05.20)

Notícias e Coronavírus em São Paulo + Doação da Comunidade Chinesa + Festas em Washington para propagar o Covid-19


Uso obrigatório da máscara em São Paulo passa a valer na quinta.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou a adoção de um rodízio de carros a partir de segunda-feira (11.05). O rodízio vai valer 24 horas. Em dias pares, podem sair de casa os carros com placa cujo algarismo final é par. Nos dias ímpares os carros com final de placa ímpar

Dados de cartórios mostram que o Amazonas teve o maior crescimento de mortes em casa no país, em comparação com o ano passado

Atriz e radialista Daisy Lúcidi morre por Covid-19 aos 90 anos

A comunidade chinesa no Rio de Janeiro doou 150 mil máscaras à prefeitura do Rio. O prefeito Crivella disse: “A união da comunidade internacional é de fundamental importância para responder aos desafios econômicos e de saúde trazidos por Covid-19”

João Doria : “Determinei a imediata suspensão da compra de 1,1 milhão de aventais de proteção individual por R$ 14 milhões. Uma nova compra será feita obedecendo todo rigor necessário. Criamos uma Corregedoria Extraordinária para verificar todos os contratos firmados durante a pandemia”.

“Como Governador tenho total interesse em dar transparência aos atos da nossa gestão. Peço inclusive ao cidadão que fiscalize e denuncie. Qualquer indício de irregularidade será investigado e os responsáveis serão punidos”, completou

Jair Bolsonaro anuncia que, a pedido de Paulo Guedes, vetará as medidas aprovadas no Congresso ontem que barravam o congelamento de salários de servidores públicos. Medida fundamental diante do aumento histórico no desemprego e queda na arrecadação.

Além de Gabriell Neves, outras três pessoas foram presas pelo MP-RJ e Polícia Civil. São cumpridos outros 13 mandados de busca e apreensão

Autoridades do estado de Washington, nos Estados Unidos, alertam para festas que estão sendo feitas com o objetivo de propagar o coronavírus. Segundo os organizadores, a ideia é passar a doença, e com isso “imunizar” os contaminados.

De acordo com a Secretaria de Saúde da região, a ideia é extremamente perigosa. Além disso, estudos até agora não revelaram se a imunização após a cura é algo que dure por um longo tempo.