Coronavírus no Brasil : Rodrigo Rodrigues e Renato Barros na triste lista dos 88 mil mortes por covid-19

Coronavírus no Brasil

Rodrigo Rodrigues e Renato Barros na triste lista dos 88 mil mortes por covid-19

Não é somente uma gripezinha. Não são somente CPFs. São seres. São humanos. São famílias. São perdas irreversíveis.

Número de mortes por covid-19 no Brasil passou de 88 mil na terça-feira (28/07), segundo dados do Ministério da Saúde. Em 24 horas, foram registrados 921 óbitos, elevando o total para 88.539.

O país contabilizou ainda 40.816 novos casos da doença. Com isso, o total de infecções subiu para 2.483.191, segundo o ministério.

O Ministério da Saúde informou ainda que, ao todo, 1.721.560 pacientes se recuperaram da doença, e 673.092 estão em acompanhamento. 

A taxa de mortalidade no Brasil por grupo de 100 mil habitantes subiu de 41,7 para 42,1.

Segundo a pasta, o número foi menor na terça-feira porque a Secretaria de Saúde de São Paulo não conseguiu atualizar os dados no painel nacional. Vale lembrar que São Paulo é o Estado com o maior número de mortes no país e através do governo João Doria promove campanha de flexibilização das atividades. Desde a chegada de Gabbardo na Secretaria da Saúde do Estado, ocorre ações pró-atividade econômica. A referência é a utilização de UTI é não o número de mortes.

O governo do Estado muda a taxa de ocupação de UTIs para que uma região possa passar para a fase verde do plano de reabertura.O índice que era de 60% passou para 75%.

A administração paulista criou ainda um valor máximo de óbitos e internações para cada 100 mil habitantes.E também a necessidade de 4 semanas na fase amarela para liberar avanço. Todas as mudanças começam a valer a partir de sexta-feira.

Um estudo da Prefeitura de São Paulo mostra que quase 40% dos que contraíram o coronavírus na cidade são assintomáticos – não apresentaram sintomas, e só souberam do diagnóstico após os testes. Os dados apontam que o registro da doença é 4 vezes maior na classe D do que na A.

Mais quatro centros de pesquisa em São Paulo iniciaram a aplicação em voluntários de doses da vacina contra o coronavírus. A chamada Coronavac está sendo desenvolvida por chineses em parceria com o Instituto Butantan.

O aumento recente do número de casos na Europa e o avanço contínuo da covid-19 nas Américas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta terça-feira que o novo coronavírus não tem comportamento sazonal, como o vírus da gripe comum, que circula mais frequentemente em épocas de baixas temperaturas.

O que influencia a transmissão do coronavírus são as grandes aglomerações, o descumprimento das medidas de isolamento social e a não adoção das precauções complementares, ressaltou a entidade.

Os casos globais da doença quase dobraram nas últimas seis semanas; no mundo todo, já são mais de 16 milhões e meio de diagnósticos. Com rápido avanço da doença, a Índia caminha para ultrapassar os Estados Unidos na quantidade de contágios diários confirmados.


RODRIGO RODRIGUES
Apresentador Rodrigo Rodrigues morre aos 45 anos, vítima da Covid-19. O jornalista estava internado desde sábado (25.07) com trombose venosa cerebral. Ele foi diagnosticado com o vírus há cerca de 15 dias.


RENATO BARROS
Morreu na terça-feira (28.07), aos 76 anos, o cantor, compositor e guitarrista Renato Barros, da banda Renato e Seus Blue Caps. Ele estava internado no Hospital de Clínicas de Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, desde o dia 17.

A informação foi publicada pela filha do músico, Renata Barros. Os companheiros de banda também usaram a internet para lamentar a morte dele no perfil do grupo. Ele deixa duas filhas e duas netas.