Eduardo Leite e Nelson Marchezan
Eduardo Leite e Nelson Marchezan

Gebbeg Flash News

Rio Grande do Sul Flash News : edição de quinta-feira (21.05.20)

Na semana que decidiu flexibilizar as atividades comerciais, Porto Alegre chegou na quarta-feira (20.05) a quase 80% de ocupação dos seus leitos de UTI. Nas duas últimas semanas, houve um crescimento de 38% dos casos ligados ao coronavírus a ocupar leitos de UTIs na Capital. A pressão, segundo o diretor geral de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde, Jorge Osório, vem do Interior do Estado: mais da metade dos leitos da rede pública está sendo demandada por pessoas de fora de Porto Alegre.

O modelo de distanciamento controlado desenvolvido pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul deixa de incluir como critério os casos confirmados da infecção. Com o ajuste, o Piratini espera corrigir possíveis distorções entre as cidades que testam e as que testam menos, já que os dados de hospitalização são mais estáveis. Além disso, os casos confirmados de internações têm notificação compulsória, diferentemente da testagem de pessoas não internadas.

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou na quarta-feira (20.05) 1.173 novos registros de coronavírus no RS, elevando o total de casos para 4.973, com 161 mortes pela doença. Foi também o primeiro dia da reabertura oficial de parte comércio em Porto Alegre. Autorizados a funcionar após decreto da prefeitura, restaurantes, bares e lojas voltaram às atividades após quase dois meses de portas fechadas. Quem optou por abrir as portas encontrou movimento fraco, tanto nos shoppings quanto nas galerias comerciais, lojas de rua, restaurantes e bares. Se não precisar sair, #fiqueemcasa. A economia tem como recuperar, já a vida, não!

O governador Eduardo Leite (PSDB) confirmou que o uso de cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19 é prerrogativa exclusiva dos médicos no RS. A posição do governo é uma resposta à nova orientação do Ministério da Saúde, que amplia o uso do medicamento para doentes com sintomas leves – recomendação criticada por especialistas.

Nelson Marchezan prefeito de Porto Alegre: “Se nossas equipes não derem conta das aglomerações ou descumprimentos forem constatados, teremos que retroceder”

Em reunião por video-conferência com o presidente Bolsonaro e demais governadores, Eduardo Leite concordou com o veto de Bolsonaro para congelar os salários de servidores públicos da União, de Estados e municípios até o final de 2021.

Eduardo Neubarth Trindade presidente do Cremers sobre cloroquina : “Estamos gastando uma energia muito grande em um tratamento que não parece ser efetivo”

O vestibular da UFRGS para o ingresso em 2021, que estava previsto para ocorrer entre o final de novembro e o início de dezembro, está adiado por tempo indeterminado.

Shoppings de Porto Alegre se preparam para reabertura com restrições e horário reduzido

Dados divulgados pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul indicavam média de pouco mais de 30 casos confirmados de coronavírus por dias desde sábado, mas comparação com números divulgados pelas prefeituras indicava grande defasagem nas contas do RS.

O enfermeiro Estevão Finger, ex-presidente do Sindicato dos Enfermeiros do RS, alerta que, contra a ciência e os números, Leite e Marchezan insistem em flexibilizar distanciamento social. Número de casos está em alta e ocupação de UTI’s também.

Flash News

:: Governo decidiu adiar por 30 a 60 dias a aplicação das provas do Enem, que poderão ocorrer em dezembro ou janeiro. Nova data será definida após enquete com estudantes inscritos.
:: O recesso escolar da Rede Marista foi redefinido em razão da pandemia. Previsto inicialmente para julho, os dias de descanso agora ocorrerão de 1º a 5 de junho.
:: Com queda do número de passageiros, lotações operam com 30% da frota em Porto Alegre e reduzem itinerários.
:: Mais de 500 funcionários de dois frigoríficos em Lajeado contraíram coronavírus.
:: Estado do RS reavalia data da Expointer 2020. Área internacional é um dos espaços que pode ficar de fora.
:: Polícia Civil concluiu inquérito sobre o caso de suposta agressão a um familiar de paciente internada no hospital Dom João Becker, em Gravataí, ocorrido dia 18 de abril. Três ex-funcionários do hospital foram indiciados por constrangimento e injúria racial.